domingo, 6 de setembro de 2009

Coluna Lombar

A coluna lombar,pode ser local de dor para diversas condições de saúde,desde as mais simples de serem tratadas e curadas como também muito graves.
Esse tipo de dor acomete até 80% da população adulta e ja é considerado um das principais causas de incapacidade física em indivíduos com menos de 45 anos.
A dor lombar pode surgir de estruturas locais e distais, a AHCPR classificou essa dor em três categorias.
Condições espinais Graves: A partir da história e do exame físico, incluem tumor espinal,infecção, síndrome da caude equina e fraturas. A gravidade desses achados, mostram a necessidade de investigação adicional. Felizmente, essas causas secundárias que geram dores lombares são menos fequentes que as próximas categorias.
Ciática: Sintomas nos membros inferiores e região lombar sugerem comprometimento de raiz nervosa. A mais comum é o comprometimento do ciático, os sintomas normalmente são reduzidos com fisioterapia convencional,ou seja, intervenção conservadora.
Síndromes não-específicas na lombar: Incluem a maiora das dores nessa região, são aqueles pacientes com queixas primárias de dores nas costas que não sugerem comprometimento de raiz nervosa e muito menos condições graves.
Aqui, incluem-se as causa mecânicas de geram dor, como má postura e carregar peso de maneira incorreta, essa categoria responde bem ao tratamento fisioterapeutico após identificado o fator desencadiante da dor lombar ( disfunções das estruturas musculo-esqueléticas, ligamentares e disco) paciente bem informado sobre os cuidados que deverá seguir.

Avaliação geral:
Idade do paciente e sua ocupação,identicar mecânismo de lesão, inicio dos sintomas,tarefas e posições que agravam a dor, localizar a dor e o tipo da mesma.

Exame Fisico:
O exame da coluna lombar deve investigar o sistema neuromuscular,vascular e ortopédicos da região do quadril, membros inferiores e região torácica.
Palpação, reflexos e testes manuais de força e específicos são importantissimos para identificar o fator da dor lombar na maioria das vezes, pois muitos pacientes procuram o fisiorepeuta com diagnóstico clínico inconclusivo.
Lembrar que a muitas pessoas com dor lombar estática possuem hiperlordose (aumento da curvatura normal da coluna lombar).
Exemplos de posturas hiperlordóticas que podem provocar dor:
gravidez,dormir de barriga para baixo,usar calçados com saltos altos (projeta o corpo para frente e obriga a postura hiperlordótica para reequilibrá-lo) e sentar-se em cadeiras sem encosto adequado.

Indicação de leitura: Artigo :INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO DE ESTABILIZAÇÃO CENTRAL SOBRE A DOR E ESTABILIDADE LOMBAR Revista Fisioterapia em Movimento, de 2008, muitissimo interessante a intervenção fisioterapêutica aplicada nesse tratamento..

2 comentários:

  1. Eu preciso de um tratamento desse. Sorte que a Josi é mega legal:P

    ResponderExcluir
  2. Josiane Schwartz Pazetto7 de setembro de 2009 21:49

    uhauha..só pelo mega legal ja sei quem é...é uma figura mesmo

    ResponderExcluir